Governador do AC diz que pediu apuração de denúncias de assédio moral contra presidente do Iapen

  • 21/05/2024
(Foto: Reprodução)
Declaração foi dada ao JAC 1 nesta terça-feira (21). Alexandre Nascimento é acusado por ao menos 13 policiais penais de ameaçar fazer escutas telefônicas entre outras agressões. Em exclusiva, Gladson Cameli diz que pediu investigação sobre assédio no Iapen O governador do Acre, Gladson Cameli, afirmou nesta terça-feira (21) que pediu à sua equipe que apurasse as denúncias contra o presidente do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), Alexandre Nascimento, acusado por policiais penais de assédio moral. Veja detalhes abaixo. Em entrevista ao Jornal do Acre 1ª Edição, Cameli disse ainda que irá se reunir com sua equipe nesta terça para definir algumas ações sobre o assunto. O gestor destacou que ligou para o presidente pela manhã e cobrou um posicionamento dele. "Não posso sair condenando, mas também não posso ficar de braço cruzado, tem que ver sempre os dois lados da situação e uma das pautas que vou ter hoje, no decorrer do dia, é essa situação. Cobrei da minha equipe uma investigação sobre esse fato que está acontecendo para que a gente possa ter um respeito, cumprir o que está na Constituição e, principalmente, como digo, respeito e igualdade para todos. Não podemos é fazer de conta que não estamos enxergando um problema", pontuou. Ainda na entrevista, Cameli afirmou que não vai colocar a política acima do Estado e que precisa evitar desgaste da imagem do governo. "O problema é para se resolver e explicação é para se dar, então, é isso que irei cobrar hoje. Tô cobrando, já falei com diretor. O que não posso é colocar a política acima do Estado. Não tô dizendo que é uma questão política, mas como é um ano eleitoral também, vão ter muitos capítulos ainda pela frente e temos que evitar qualquer tipo de desgaste da imagem do governo", argumentou. Governador falou sobre a polêmica envolvendo o presidente do Iapen-AC, Alexandre Nascimento, no JAC 1 Reprodução Enquanto o governador falava sobre a polêmica na Rede Amazônica Acre, cerca de 20 policiais penais faziam uma manifestação em frente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) em apoio às servidoras que denunciaram Alexandre Nascimento. A Associação dos Servidores do Sistema Penitenciário (Asspen- Acre) confirmou que protocolou dossiê com assinatura de oito policiais penais com as denúncias contra o gestor nessa segunda (20). A denúncia foi feita no Ministério Público do Acre (MP-AC), na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AC), na Polícia Civil, na Corregedoria do Iapen-AC e também na Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp-AC). Manifestação aconteceu em frente a Aleac nesta terça-feira (21) Reprodução/Andryo Amaral Entenda o caso Alexandre Nascimento está sendo acusado de assédio moral contra policiais penais femininas que trabalham na Unidade Penitenciária Feminina (UPF) do Complexo Penitenciário de Rio Branco. A Associação dos Servidores do Sistema Penitenciário do Acre (Asspen-AC) e o governo divulgaram notas nesta sexta-feira falando sobre o ocorrido. O governo afirmou em nota que confia na conduta do diretor e que irá aguardar 'algo concreto em relação às alegações'. Nomeado em agosto de 2023, Nascimento comanda o Iapen-AC há mais de nove meses, desde que Glauber Feitoza foi exonerado após rebelião no Presídio de Segurança Máxima Antônio Amaro Alves, em julho do ano passado, que terminou com cinco mortos em Rio Branco. Segundo a Asspen, Alexandre desrespeitou e foi arbitrário contra integrantes da equipe B do presídio feminino durante uma reunião, sem data nem teor revelado. A motivação para o encontro teria sido pessoal, onde ele demonstrou descontrole emocional e tentou intimidar as funcionárias. "Conforme consta nos relatos das policiais penais, o gestor de forma vil e ultrajante, por motivações pessoais e desvinculadas do exercício da função, bradou ameaças às integrantes da equipe, em situação de total descontrole emocional, utilizando do aparato estatal como meio intimidador, afirmando, inclusive, que as mesmas estavam sendo investigadas e que haviam celulares 'grampeados'", destaca. Presidente do Iapen, Alexandre Nascimento, é acusado de assédio moral contra policiais penais Divulgação A associação repudiou a conduta, citou os danos morais e emocionais contra as servidoras e colocou à disposição das denunciantes a assessoria jurídica para as providências legais contra o gestor. No último domingo (19), o g1 teve acesso, com exclusividade, a relatos de policiais penais femininas que participaram de uma reunião feita pelo presidente. No dossiê, é relatado que o gestor grampeou os telefones das agentes. No documento, a agentes relatam que foram chamadas na manhã do dia 14 de maio para uma reunião com Nascimento e com a diretora da unidade feminina, Maria Dalvani. Ao chegar no local, todas foram fotografadas, o que elas entendem como uma ameaça. "Ele então deu continuidade à reunião, afirmando de forma ameaçadora que todos os telefones haviam sido grampeados pela Polícia Civil e que a Corregedoria já estava atuando em cima desse caso. Afirmou também que já tinha conhecimento que alguém pagou o valor de R$ 1.500 a um blog para que postassem sobre esse assunto da sua vida particular. Nesse momento, ele bateu no braço da cadeira e disse: todos vão pagar muito caro por isso", diz o trecho do relato enviado ao g1. VÍDEOS: g1

FONTE: https://g1.globo.com/ac/acre/noticia/2024/05/21/governador-do-ac-diz-que-pediu-apuracao-de-denuncias-de-assedio-moral-contra-presidente-do-iapen.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 5

top1
1. Deus Proverá

Gabriela Gomes

top2
2. Algo Novo

Kemuel, Lukas Agustinho

top3
3. Aquieta Minh'alma

Ministério Zoe

top4
4. A Casa É Sua

Casa Worship

top5
5. Ninguém explica Deus

Preto No Branco

Anunciantes